25 de agosto de 2013

Amor, não Magia by Mah Cardeal

| |


 photo amor_naum_magia1_zps64c1f1c0.jpg


Capítulo 1



Já não aguentava mais, era muita dor, parecia que meu coração estava sendo rasgado. Eu o amava, mas ele pertencia à outra e, o pior, eu sabia disso. Ele falou que nunca iria mentir para mim, mas eu não estava preparada, não agora que ele é a razão do meu viver. Eu o amo demais, amo tanto que tenho que deixá-lo partir. Lembro-me como se fosse hoje o dia da revelação.

Flashback on
, eu sinto muito, mas eu não posso mais ficar com você – Ele falava enquanto se vestia.
– Mas porque Jake, eu fiz algo errado? – Perguntei, confusa.
– Não, , não, mas eu a encontrei – Jacob me respondeu.
Senti um gelo percorrer meu corpo. Ele tinha sofrido o impriting e só me contou agora. Não sei se ficava com raiva dele ou de mim, eu sabia que um dia isso ia acontecer. Tínhamos acabado de transar, eu me senti usada, um lixo. Comecei a chorar de tanta raiva.
, não chora. Não é você, sou eu. Eu não queria, mas aconteceu – Ele disse, parecendo sofrer tanto quanto eu.
– Jake, vai embora, por favor, me deixa só – Pedi.
, eu te amo – Ele disse isso segurando meu queixo para depois me beijar. Era o nosso beijo de despedida, eu não queria, mas era.
Flashback off

Estava arrumando minha mala, já tinha falado com minha mãe, eu iria morar com meu pai em Nova York por um tempo. Precisava pensar, meu coração estava na mão e eu estava largando tudo: minha mãe, meu irmão cabeça dura, meus amigos, meu grande amor, mas era melhor assim. Limpei as lágrimas com as costas das mãos assim que ouvi alguém batendo na porta.
– Entra – Falei, tentando esconder a voz embargada.
– Amiga, Embry está lá embaixo te esperando – Disse Claire com os olhos cheios de lágrimas.
Estava sendo difícil, sempre morei aqui em La Push, só saia nas férias para ir à casa do meu pai, mas hoje ia ser diferente. Eu estava indo embora, abracei minha amiga e começamos a chorar. Claire e eu éramos amigas desde criança, ela sabia de tudo, todos sabiam da minha relação com o Jake, até meu irmão, sendo melhor amigo dele, estava arrasado, mas ele não tem culpa, é coisa de lobo.
– Vamos – Falei, pegando minha mala. Todos estavam na sala, exceto Jacob, que estava na casa da namorada. Meu coração apertou com essa lembrança.
, você vai ficar bem, mas, amiga, chora o que você tem para chorar. Não faça igual a mim – Disse Leah, me abraçando. Eu segui seu conselho. Chorei em seu colo, até senti um calor atrás de mim. Virei-me e vi meu irmão com cara de raiva.
– Mana, você não precisa ir – Ele falou.
– Embry, eu não vou consegui vê-lo com ela. É melhor para todos. Eu mando noticias.
Embry era o melhor irmão do mundo. Ele sempre me ajudou, sempre esteve do meu lado, mas eu não poderia ficar. Isso seria mais torturante.
Despedi-me de todos. Minha mãe estava inconsolável e tia Sue estava a seu lado ajudando-a, entrei no carro e gritei enquanto Embry dava partida.
– Amo todos vocês!
Não tinha mais lágrimas, não existia dor maior que abandonar tudo. Enquanto íamos para Port Angeles, encontramos Jake com Renesmee, sua namorada, quando o carro parou num sinal vermelho. Eles riam e eu tive certeza que ele estava feliz. Meu coração sangrou mais um pouco ao vê-lo beijando-a, mas o que poderia fazer? Ele me viu, ficou me encarando e eu me perdi naqueles olhos negros que eu tanto amava, mas o sinal esverdeou e eu mandei um beijo soprado para ele. Ele o pegou e colocou no coração. O carro andou. Chegando ao aeroporto, o avião já estava pronto para partir.
– Mana, se cuida, eu te amo – Embry falou com a voz embargada.
– Eu também te amo, Em. Cuide-se também, cuida da mamãe e não se esqueça: ele não tem culpa, tá’? – Pedi, tentando não chorar também. O abracei e ele apenas concordou com a cabeça. Eu segui para o voo. Foi calmo, na verdade, eu dormi a viagem toda, só acordei com o meu celular vibrando. Percebi que era mensagem.
, onde você está? Fala que é mentira que você partiu. Eu não vou consegui seguir sem você, é difícil para você perceber que eu te amo? Sei que você está sofrendo, mas eu também tô’. Eu não queria, será que você entende?” Jacob.
Meus olhos se encheram d’água. Ele queria resposta, pois seria isso que ele teria.
“Jake, estou tentando seguir minha vida. Eu não vou aguentar te ver com ela ou você queria que eu ficasse aí, me lamentando? Como você me ama? Você nem lutou pelo nosso amor! Cansei de ficar esperando, eu não posso continuar nessa situação. Não se preocupe, eu estou bem, estou indo para casa do meu Pai. Seja feliz, siga sua vida como eu vou fazer com a minha. Beijo de quem te ama muito.”
.

Foram as últimas palavras. Desci do avião e encontrei meu pai, minha madrasta e minha irmã. Eu ia conseguir seguir minha vida, tudo ia ser novo. Ao menos era o que eu pensava.
xxx

Eu já tinha me acostumada com o clima, o calor e a bagunça de uma cidade grande. Já se passaram dois meses desde que eu parti, sempre ligo para minha mãe, mas eu não tenho mais noticias dele e nem queria ter. Ele, no mínimo, estava feliz. Meu pai me inscreveu na faculdade junto com a Gabi, minha irmã, e eu estava até que me saindo bem, ela sempre me chamava para as baladas, mas ultimamente ando muito cansada. Ontem eu me senti enjoada, mas não devia ser nada. Estava me arrumando para ir para a faculdade – eu tinha um quarto só meu, diferente da minha mãe, meu pai tinha uma casa grande, até carro ele me deu –, estava escovando meu cabelo quando tudo começou a rodar, não sei direito o que aconteceu, só sei que ficou tudo escuro. Eu apaguei.
Quando acordei, eu estava numa sala branca cheia de aparelhos, tentei me levantar, mas estava sem força, senti alguém fazendo carinho no meu cabelo, me virei e vi meu pai.
– O que aconteceu pai? Porque eu estou aqui em um hospital? – Perguntei, meio grogue ainda.
– Calma filha, vai ficar tudo bem, o médico já vem para te ver – Ele me respondeu, despejando as palavras.
Sentia-me estranha, com um sentimento que nunca havia sentido. Ouvi a porta se abrir e o médico entrou.
– Bom dia, – O médico me cumprimentou.
– Bom dia – Respondi num fio de voz por causa do pavor que eu estava sentindo. Será que eu estava doente?
– Olha esta tudo bem, com você e com o bebê.
– Bebê? Mas que bebê? – Minha voz subiu alguns oitavos.
– Você esta grávida, . Está de três meses, você não sabia? – O médico estava confuso, mas eu não prestei mais atenção nele.
Neguei com a cabeça. Por isso os enjoos, eu grávida de... Jacob.


Capítulo 2 


Pov. Jake
Eu nunca me odiei tanto como me odiava neste momento. Me odiava por não ter escolha, por não poder fugir e por ver a sofrer! Que merda de impriting! Metade de mim bradava furioso, mas outra metade se atava à magia.
Sim, eu amava a , mas amava mais a Renesmee e não conseguia negar nada a ela. O pior é que eu sabia o tanto que estava fazendo sofrer, mas o que eu posso fazer? Negar o amor?
Lembro-me do dia em que nos conhecemos, eu tinha resolvido voltar pra casa e tentar viver depois de alguns anos da partida do Cullens. Ver Bella, aquela jovem humana, indo embora com um bando de sanguessugas e não poder fazer nada tinha me abalado. Por mais que eu soubesse que não tinha mais nada a ser feito, eu tentava lutar, mas um dia cansado de fugir e de viver como lobo eu resolvi voltar para La Push.
Lembro-me de cada detalhe, dos olhares curiosos e da reação do meu pai e Rachel quando cheguei. Foi ali naquele mesmo dia que eu a vi pela primeira vez, sua pele bronzeada, os olhos puxados e seu cabelo liso com cachos na ponta e um corpo perfeito. Ela era tão linda que parecia uma boneca!
Fiquei boquiaberto ao descobrir que aquela mulher era a irmã do Embry, a mesma pirralha que eu amava atazanar. Quando nossos olhares se cruzaram, eu senti algo diferente. Ela me encantou.
Tão divertida, sempre fazendo piadas, palhaçadas. Ela tinha uma alegria lhe rondando e tinha tudo o que eu havia perdido: inocência.
Começamos a nos encontrar com mais frequência e quando dei por mim, estamos mais que envolvidos. O mais incrível era que não foi preciso explicações, sempre me entendia.
Estava tudo bem entre a gente até a notícia de que os Cullens estavam de volta. Eu me sentia seguro em relação a , mas tudo mudou no exato momento em que encontrei a híbrida na mata, ela estava graciosa, caçava com uma simplicidade e assim que seus olhos encontraram os meus: “BUM”, a magia estava feita.
Renesmee tinha uma beleza diferente, sua pele era branca como a neve e seus cabelos cor de bronze cacheados. Seu sorriso era perfeito. Era fácil confundí-la com um anjo. E toda minha vida estava sendo mudada, era como se eu dependesse dela para tudo. Fiquei a observando por horas e resolvi contar tudo para a , ela precisava de uma explicação, eu estava decidido a contar tudo, mas eu não resisti a sua pele macia, seu olhar encantador e ao seu sorriso.
Logo após algumas horas nos amando resolvi abrir o jogo, estava me preparando, porém o olhar de desprezo que a me lançava foi pior do que uma mordida de vampiro.
Ela nem sequer olhava para mim, pegou sua roupa e saiu me deixando sozinho. Tentei conversar, mas ela me rejeitava de todas as formas possíveis.
Não demorou para que Renesmee respondesse os meus sentimentos e com tudo isto eu me entreguei a meia vampira.
Certo dia fui tomar sorvete com a Renesmee e depois de tempo vi o carro do Embry e percebi que a estava dentro, logo encontrei o seu olhar que era de imensa dor, senti meu coração sangrar novamente e me senti covarde por não poder fazer nada além de olhar.
Senti um desespero até então desconhecido e resolvi encontrá-la, mas assim que cheguei em sua casa descobri que ela havia abandonado tudo por minha culpa. Sentei na areia e escrevi uma mensagem para ela:
, onde você está? Fala que é mentira que você partiu. Eu não vou consegui seguir sem você, é difícil para você perceber que eu te amo? Sei que você está sofrendo, mas eu também ‘tô. Eu não queria, será que você entende?” Jacob.
E pela resposta dela, percebi sua raiva. Eu a havia perdido e para sempre.
“Jake estou tentando seguir minha vida. Eu não vou aguentar te ver com ela ou você queria que eu ficasse aí, me lamentando? Como você me ama? Você nem lutou pelo nosso amor! Cansei de ficar esperando, eu não posso continuar nessa situação. Não se preocupe, eu estou bem, estou indo para casa do meu pai. Seja feliz, siga sua vida como eu vou fazer com a minha. Beijo de quem te ama muito.”
.


Já se passaram dois meses e não recebo nenhuma noticia dela, nenhum contato. Embry diz que ela está bem, mas não quer saber de mim e eu até que entendo.
Eu estava em frente ao mar admirando as ondas, quando o cheiro da Renesmee me despertou. Ela sentou ao meu lado e me abraçou.
- Tudo bem? – ela disse me analisando, eu nada falei só dei um leve sorriso – Jake, meus pais resolveram voltar para o Alaska e eu vou junto. Você vem? – ela perguntou me encarando e eu sabia que sem a Renesmee eu não suportaria e eu não tinha escolha, afirmei com a cabeça, vendo-a abrir um lindo sorriso.
Depois de arrumar todas as malas e renunciar meu posto de Alpha para o conselho, resolvemos partir. Abandonei toda minha história e sabia que estava abandonando a também.

Pov

A ficha não tinha caído totalmente, mesmo eu me sentindo estranha e a enorme barriga de sete messes. Eu me sentia perdida e ao mesmo tempo feliz. Depois de algum tempo decidimos que o melhor seria que eu voltasse a La Push.
Minha mãe me esperava ansiosa e pelo visto não iria me esbarrar com o Jacob, já que ele tinha ido embora com a namorada.
Decidir deixar as mágoas no passado e pensar no que valia a pena, meu filho. Eu iria precisar da minha mãe e não queria criar meu filho longe de sua origem, dos seus avós e da sua família.
Parti de Nova York com a promessa de um retorno, minha irmã Gabe já havia se acostumado comigo então estava sendo realmente difícil para todos, mas eu não via a hora de chegar em casa, abraçar minha mãe e ouvir dos lábios dela que ficaria tudo bem.
Assim que embarquei senti uma chama de esperança renascer, eu sabia que por mais difícil que fosse eu teria algo do Jacob em mim, nosso filho.
Senti meus olhos pesarem e caí no mundo dos sonhos. Quando acordei já estava chegando em Port Angeles, onde meu irmão me esperava.
Desci do avião e fui buscar minha bolsa, não tinha como disfarçar a barriga, onde eu passava todos olhavam, mas eu estava feliz com o meu filho ou filha.
Assim que desembarquei vi a supressa nos olhos do meu irmão e me preparei para as broncas ou o questionamento, mas em vez disso veio um abraço que eu tanto sentia falta.
Embry acariciou minha barriga e começou a conversar com o bebê, me trazendo um certo alivio que eu não sentia faz tempo.
– Mana, como você está linda! E esse bebezinho? – Ele me perguntou sorrindo.
Eu podia ver que meu irmão estava feliz por eu ter voltado.
– É o herdeiro, Embry. É do Jake – Respondi, suspirando.
Ele não se surpreendeu, me ajudou a ir até o carro e fomos para casa, onde todos me esperavam.
Assim que entrei, minha mãe foi a primeira a me abraçar, todos ficaram ali me paparicando e eu me sentia aliviada por estar voltando de onde eu nunca deveria ter saído.

Dois meses depois...

Eu estava sentada no sofá assistindo TV, já me sentia irritada e nenhuma posição era confortável o suficiente, minha gravidez estava na reta final e eu me sentia ansiosa e medrosa, mas não via a hora de olhar a carinha do bebê.
Tínhamos combinado que eu não saberia o sexo da criança, somente na hora do parto, eu não queria criar expectativas. Claire estava me acompanhando como de costume, desde minha volta não fico um minuto sequer sozinha.
Embry estava no quarto junto com a Leah e minha mãe preparava algo de gostoso para o almoço.
Senti uma leve pontada e quando me levantei senti o liquido quente descer pelas minhas pernas, em segundos Embry já estava ao meu lado e Claire me olhava espantada.
- Você ‘tá bem, ? – Embry perguntou, me analisando, dei uma leve risada e no exato momento em que eu iria responder senti uma pontada forte que me fez cair de joelhos.
Senti os braços quentes do Embry me pegar e correr para o carro, onde ele me colocou com segurança e correu ao hospital.

[...]

- Calma mãe, você precisa ficar calma. – a enfermeira falava enquanto eu agonizava de dor e sentia as pontadas prolongando a cada segundo. Eu estava em direção a sala de parto e meu peito se enchia de felicidade e alegria.
Assim que cheguei à sala toda equipada, uma médica veio ao meu encontro com o olhar simpático.
- Mãe, preciso de ajuda. Força! – ela disse com um sorriso passando confiança, então fechei meus olhos e fiz toda força possível. Meu mundo mudou totalmente ao ouvir seu choro, a dor havia passado e logo a enfermeira me trouxe meu maior tesouro. Meu filho!

[...]

- Parabéns mãe, é um homem e nasceu muito saudável. – a médica falava com um lindo sorriso. – Já tem nome o meninão? – ela perguntou me encarando e em menos de um segundo minha mente viajou no passado.

Flashback on
-Quero ter inúmeros filhos, você vai precisar ser forte! – Jacob falava rindo enquanto conversávamos na ponta do penhasco, eu me sentia tão bem e protegida com ele ao meu lado.
- Jake, só um casal está bom! – Falei meio chorosa, vendo seu riso aumentar.
- Bom, o menino vai ser forte e vai puxar a mim, se chamará Yuri, que em russo é diminuitivo de Georg e significa o líder nato. E é isto que ele será, um líder! – Os olhos do Jacob brilhavam e a força daquelas palavras cravaram na minha memória.

Flashback off


- ? – a médica falou enquanto balançava as mãos em frente do meu rosto, dei uma leve risada me compondo e respondi sorrindo.
- Tem sim, doutora, ele se chamará Yuri, Yuri Black!


N/A: Minhas flores... Estou muito feliz com o comentários de vocês. Espero que estejam realmente gostando e muito obrigada pelo carinho... Estarei sempre tentando oferecer o melhor á todas! Beijos e boa leitura!
Mah Cardeal

38 comentários:

  1. Céus, eu adorei! Mesmo sendo pouquinho já me prendeu totalmente. Continua, está ótimo. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc... a anos esperan e nda pelo amor de deus

      Excluir
    2. Concordo com vc... a anos esperan e nda pelo amor de deus

      Excluir
  2. Nossa, adorei. Não vejo a hora de mais hein... Não demore. u.u kkkk

    ResponderExcluir
  3. a coisa ja ficou dificl logo no começo em...

    ResponderExcluir
  4. AMEI CONTINUE POSTANDO POR QUE EU VOU ACOMPANHA-LA........

    ResponderExcluir
  5. Nossa esta muito boa!! =)
    Quando você vai postar outro capitulo?? Não demora! Bj

    ResponderExcluir
  6. Maiiiiis! Não demora pra atualizar pleaseee!

    ResponderExcluir
  7. o.o ooookkkkkkk...pode continuar que eu ja viciei!rs

    ResponderExcluir
  8. Cara, essa fic jah me deixou com um gostinho de "quero mais"... Posta logo o proximo capitulo (pulando de excitação... Kkk), pq a coisa pelo jeito vai ficar embaçada... He he he... Bjss

    ResponderExcluir
  9. Você me prendeu apenas com o titulo e assim que comecei a ler, fiquei apaixonada mesmo esse sendo o começo. Continua ??!

    ResponderExcluir
  10. Ameeeeeeeei!!!!! Já tem uma fã Honey continue!!

    ResponderExcluir
  11. Por Favor não pare de escrever. E continua, eu adooorei *-*

    ResponderExcluir
  12. Caramba totalmente curiosa meu Deus continua vaiii.<<Larissa

    ResponderExcluir
  13. Ótima simplesmente maravilhosa posta mais por favor.... estou super ansiosa.
    Deixou com gosto de quero mais.
    QUERO MAAAAIS!

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Ai que lindo um bebê, de jacob.
    continua... continua.. por favor, preciso de mais, qual vai ser a reação dela? Sera que o pai dela vai aceitar?tam tam tam tammm.. adorooooooo ( Juliana )

    ResponderExcluir
  15. Caraca isso vai ser tenso,a situação se complica logo no início.OMG agora eu estou super ansiosa e curiosa pra saber o que irá acontecer no próximo capítulo.Irei acompanhar com certeza.

    ResponderExcluir
  16. Meu Deus...mau a fic começou e eu já estou sofrendo dos nervos pra saber o que vai acontecer...torcendo pra que saia outro capitulo logo...como assim a pp gravida?? do jake??? que agora esta com a reneesme ??? (nunca gostei dessa menina ¬¬) o que vai acontecer, a pp vai voltar?? vai esconder a gravidez??? muito curiosa. Já deu para perceber que eu amei a fic né!? essa historia vai ser cheia de reviravoltas #adoro e estou esperando ansiosamente por mais. :D

    ResponderExcluir
  17. Jesuuus! Amei demais esse começo de história. Estou aqui esperando a continuação da fanfic!

    ResponderExcluir
  18. MENINA QUE INSPIRAÇAÕ, VC ESCREVE MUITO BEM.CONTINUE,ESTA MUITO BOA.

    ResponderExcluir
  19. Owwwwwwwwwwwn que fofo ^^ Jacob seu FDP!! Deveria ter lutado mais pela PP!! E agora ela tem um filho seu u.u Amei ^^

    ResponderExcluir
  20. Nossa tadinha da pp ter um filho com o Jake é um sonho lindo. Tô amando acompanhar a fic e espero ler mais e mais capítulos.

    ResponderExcluir
  21. Aim que lindo e um garotinho, e o jacob quando souber hemm.
    estarei acompanhando estou morta de curiosidade.

    ResponderExcluir
  22. eiiii leitora nova no pedaço
    menina adorei mais ninguem merece né ter um filho nessas condições
    amei, só quero ver qnd jake souber

    ResponderExcluir
  23. está ótima continua está perfeita.<larissa

    ResponderExcluir
  24. qual vai ser a reação do jacob? ´´suspense``...kkkk

    ResponderExcluir
  25. Muitooo boa! Ansiosa para ver a reação do Jacob

    ResponderExcluir
  26. Estou amar a sua fic. Posta logo un novo capítulo. Kiss

    ResponderExcluir
  27. Eu quero mais e mais e mais...continua logo flor não vou aguentar de ansiedade...e agora ?? quem poderá nos ajudar?? kkkkk nunca gostei dessa Reneesme ¬¬ aff! mais e agora e agora??? estou sentindo que vou enlouquecer se não souber o que vai acontecer agora....poste logo :*

    ResponderExcluir
  28. Oh god! Esse imprinting pode ser traiçoeiro as vezes hein... Quero saber como o Jake vai reagir ao saber...
    Posta mais logo, bjs

    ResponderExcluir
  29. Amando a fic... continua.... to curiosa..

    Parabens...

    Bjobjo

    ResponderExcluir
  30. Por favor gaqlerinha estou perdida tinha uma conta no blog so q eu fui rakeada e agora ñ consigo entrar mais tipo o blog agora so e para leitoras convidadas alguem pode me ajudar.

    ResponderExcluir
  31. Omg eu amei , e esse final me emocionou ,please posta logo a continuação eu amei !!

    ResponderExcluir
  32. Ai meu deus,eu necessito de mais,continua logooo <3 Quero ver a reação do Jake quando souber que já é papai *-* Yuri Black,seja bem vindo a família :)

    ResponderExcluir